Plástica Ocular

Plástica Ocular

As pálpebras tem como função proteger nossos olhos de ressecamento ocular, entrada de corpo estranho, proteger da luz, etc. Além disso, junto com restante da região periocular, contribui para nossa expressão facial dando aspecto jovial, envelhecido ou mesmo cansado.

Por isso, a plástica ocular ou oculoplastica surgiu para melhorar o aspecto desta região, sempre visando restabelecer a função periocular perdida para evitar dano ocular e também para melhorar o aspecto estético. Plástica ocular é uma sub especialidade da Oftalmologia. Sendo assim compreende cirurgias como as descritas abaixo:

  • Remoção de bolsas de gorduras
  • Remoção de excesso de pele (blefaroplastia)
  • Correção de posicionamento palpebral (ptose palpebral)
  • Retirada de tumores palpebrais com reconstrução quando necessário
  • Exérese de Calázio
  • Correção de margem palpebral invertida (entrópio)
  • Correção de margem palpebral virada para fora (ectrópio)
  • Retirada de cílios invertidos  (triquiase)
  • Atenuação de rugas de expressão e sulco lacrimal (através de Toxina botulínica- Botox, preenchimentos faciais com acido hialurônico, laser CO2)
  • Correção de queda de supercílios (ptose supercílios)
  • Tratamento para Blefaroespasmo e Espasmo Hemifacial (com toxina Botulínica)
  • Retirada de Xantelasma (lesões sobrelevadas amareladas na pele)

 

Correção de bolsas de gorduras:

Visa remover as bolsas de gorduras aparentes, seja por tendência familiar ou provocada pelo envelhecimento. Pode ser removida via transcutânea (com cicatriz na pele) ou via transconjuntival (sem cicatriz visível), com bisturi elétrico ou com laser CO2.

Pós -operatório:

pode ter pequeno sangramento nos primeiros 2 dias, ficar com pele arroxeada, inchaço palpebral variável, sensação de corpo estranho ou ardência, visão embaçada, sendo por isso necessário repouso com cabeceira mais elevada, fazer compressas geladas e usar medicamentos prescritos pelo medico. Os pontos são removidos entre 7-10 dias no caso do acesso transcutâneo. A cicatrização não termina com a retirada dos pontos, o resultado final normalmente ocorre entre 3-6 meses, podendo variar conforme cada organismo.

Blefaroplastia:

É o nome dado à cirurgia que remove o excesso de pele palpebral. Pode ser feita com anestesia local, associada ou não a sedação, com radiofrequência ou laser CO2. Os pontos são removidos na maioria dos casos entre 7- 10 dias.

Pós -operatório:

Pode ter pequeno sangramento nos primeiros 2 dias, ficar com pele arroxeada, inchaço palpebral variável, sensação de corpo estranho ou ardência, visão embaçada, sendo por isso necessário repouso com cabeceira mais elevada, fazer compressas geladas e usar medicamentos prescritos pelo medico. A cicatrização não termina com a retirada dos pontos, o resultado final normalmente ocorre entre 3-6 meses, podendo variar conforme cada organismo.

Correção de posicionamento palpebral (Ptose palpebral):

Pode ser congênito ou adquirido (senil, neurogênica, miogênica, traumática), a pálpebra esta caída por alteração do musculo levantador da pálpebra superior cobrindo parte do eixo visual. Existem varias técnicas cirúrgicas para sua correção e a técnica mais adequada leva em conta a função muscular e sua causa. O pós operatório é semelhante a Blefaroplastia, porem pode ter inchaço maior .

Retirada de tumores palpebrais com reconstrução quando necessário:

Visa remover lesões como tumores benignos (verrugas, cistos palpebrais) e tumores malignos (carcinoma basocelular ou espinocelular).  No caso de lesões tumorais malignas há necessidade de retirada com ampla margem de segurança associada à reconstrução. A lesão é enviada para anatomo patológico e confirmação se margens livres de tumor.

Pós-operatório:

É variável com o tipo de cirurgia e se houve necessidade de reconstrução palpebral ou não.  Pode ter pequeno sangramento nos primeiros 2 dias, ficar com pele arroxeada, inchaço palpebral variável, sensação de corpo estranho ou ardência, visão embaçada, sendo por isso necessário repouso com cabeceira mais elevada, fazer compressas geladas e usar medicamentos prescritos pelo medico. Os pontos são removidos entre 7-10 dias no caso do acesso transcutâneo. A cicatrização não termina com a retirada dos pontos, o resultado final normalmente ocorre entre 3-6 meses, podendo variar conforme cada organismo.

Exérese de Calázio:

Visa remover o calázio. Calázio é o “terçol” que não desapareceu, causado para inflamação de glândula sebácea localizada em pálpebra. Temos várias glândulas sebáceas dispostas lado a lado dentro da pálpebra superior e inferior. Presença de restos de maquiagem, blefarite seborreica (“caspinhas”) e meibomite podem estar associados e devem ser controlados para evitar calázios de repetição.

Correção de Ectrópio e Entrópico palpebral:

Mau posicionamento palpebral com eversão da margem (ectrópio) ou inversão da margem palpebral (entrópio). A cirurgia visa corrigir mau posicionamento e a técnica cirúrgica dependera da causa (senil, cicatricial, etc.).

Rugas podem ser estáticas (aparecem mesmo em repouso) e dinâmicas (somente parecem com expressão facial). As rugas estáticas melhoram com aplicação de toxina botulínica associada a preenchimento com acido hialuronico. No caso das rugas dinâmicas apenas aplicação de toxina botulínica para paralisar a musculatura. O tempo de duração é em media de 4 meses com retorno gradativo e reaplicação apos 6 meses.

Resurfacing fracionado com Laser CO2 em face e região periocular:

Consiste em aplicar o laser CO2 em pele, podendo ser em região periocular ou toda face com melhora / atenuação de rugas estáticas (já marcadas) e manchas superficiais além de melhora da flacidez cutânea.

Blefaroespasmo e espasmo hemifacial:

São alterações neurológicas de causa idiopática, com espasmos musculares involuntários na região periocular bilateral (blefaroespasmo) ou em uma hemiface (espasmo hemifacial). Indicado aplicação de toxina botulínica pra melhora dos espasmos com reaplicação a cada 4 meses.

Retirada de Xantelasma:

O xantelasma consiste em deposito de colesterol na pele, com aspecto amarelado, tamanho e volume variável. Indicação de ressecção da pele acometida com sutura.

Correção de Triquíase:

São cílios que crescem invertidos, tocando o olho e causando incomodo com lacrimejamento, sensação de areia, irritação e ceratites. Tem como indicação epilação (remover os cílios com pinça), eletrolise (queimar a raiz do pelo com laser ou radiofrequência) ou cirurgia com enxerto local e dependerá da localização e quantidade de pelos invertidos.